Tocando agora

Novidades 

InstagramSpotifyYouTube

Cantor, guitarrista e compositor, Joaoeascoisasnaoessenciais é um artista capixaba que transita entre o indie e rock alternativo. Seu último disco recém lançado, Imerso, abeira-se de temas sensíveis à psique humana e que são íntimas do ser, como a ansiedade e a depressão, à sua maneira: fundindo vivências e referências com experimentações a partir de elementos que lhe tiram da zona de conforto artística, em relação à trabalhos anteriores, seja extravasando o reverb, multiplicando vozes, utilizando recursos de música eletrônica/lo-fi,  ou mesmo materializando suas referências com samples de bateria; tudo isso para amarrar, comportar e transcrever a sensibilidade, ao mesmo tempo que caoticidade, de realidades vividas e observadas de si e do outro através de seu modo particular de ver esse mundo. 

InstagramFacebookYouTubeSpotify

Palavras do artista: Me chamo “Thiago Velloso”, tenho 39 anos e sou carioca. Meus amigos me chamam de “Billie Joe”.

Apelido este dado por eu ter o timbre de voz semelhante ao vocalista do Green Day. As minhas primeiras influências foram norte americanas e punks. Atualmente em 2020 lancei meu projeto solo que carrega o meu nome, com uma pegada Punk / Pop Rock e influências do rock brazuca de Raul Seixas ao punk rock californiano do Green Day.

"O Seu Amor" é meu pedido de casamento pra minha esposa. Acredito que quando nos damos conta de que  devemos agir e fazer alguma coisa não devemos deixar nenhuma oportunidade passar.

InstagramFacebookSpotify

Usando Lake Huron como pano de fundo para sua mistura única de rock, psicodélico, progressivo e toques de jazz e metal fusion, Circle The City está abrindo caminho na cena musical de Ontário com força palpável. Tendo ganhado popularidade no circuito de música ao vivo em sua cidade natal, Sarnia, ao longo dos últimos dois anos, a banda está espalhando sua influência pelo extremo sul do Canadá sem sinais de parar. 

InstagramFacebookYouTubeSpotify

Al nasceu em Croydon e começou a tocar bateria aos 10 anos, depois de tocar em bandas pela região de Londres. Al mudou-se então para Middlesbrough, aos 16 anos. Aos 18 foi para a universidade estudar música, depois tornou-se professor de bateria e tocou em várias bandas, antes de começar a tocar bateria para Elaine Palmer. Ele tocou bateria no álbum dela Fire & Flames e fez shows pelo Reino Unido com ela. Ele agora está escrevendo e gravando em tempo integral, lançando músicas com vídeos musicais animados em 3D em suas páginas

InstagramFacebookYouTubeSpotify

Analista de sistemas e empreendedor durante o dia, hacker ético à noite, guitarrista Fusion no meio. A maioria das músicas vem direto do meu escritório :) 


InstagramFacebookYouTubeSpotify

Base de Memphis, banda feminina de pop metal progressivo



InstagramFacebookYouTube

Conheça Piper Connolly, o jovem talento vibrante que agita a cena pop-punk com seu som eclético. Inspirando-se em ícones como Radiohead, Coldplay, Paramore e The Beatles, a música de Piper mistura guitarras fortes, sintetizadores dos anos 80 com refrões de ouvido e letras introspectivas. Desde o início, a paixão de Piper por contar histórias e diversas influências musicais moldaram seu som único. A cada música, ela nos convida a uma jornada de amor, perda e autodescoberta, deixando uma impressão duradoura com suas performances autênticas, enérgicas e memoráveis.

InstagramFacebookSpotify

Spiders On Drugs é ideia do guitarrista sueco Håkan Järvå. É uma saída para todas as ideias musicais que não têm lugar na banda regular em que toco. As músicas abrangem diferentes gêneros e você pode esperar novos lançamentos todos os meses, alternando entre rock dos anos 70 e 90 e soul/funk/jazz. O nome Spiders on Drugs foi cunhado durante uma viagem com um amigo pelo deserto australiano alguns anos atrás. Todas as músicas gravadas no Floodgate Studios na Suécia. 

InstagramFacebookYouTubeSpotify

Este power trio entrega um Garage Rock cru, pesado e melódico, onde tudo é calculado e colocado na medida certa.” —Alexandre Temoteo, Roadie Music 12/09/22 “Era uma vez, o REM cantava sobre o fim do mundo como o conhecemos. A humanidade sobreviveu desde então, mas Doomsday olha novamente para o horizonte. Pandemias, guerras, intolerância, racismo e assim por diante. Não parece bom... de novo. Somente juntos podemos mudar a maré ameaçadora. We Are All é um golpe amplificado de ondas escuras com um tom sinistro e uma sensação sombria, mas é sobre esperança, sobre todos nós, sobre nosso futuro… 

InstagramFacebookYouTubeSpotify

Um trio de Vesoul (França), BONYE & KLYDE são influenciados pela chanson francesa, folk e jazz, e levam o seu público numa viagem íntima e emocional. Entre tensões e sentimentos, a música ousada de Bonye & Klyde aventura-se em melodias singulares por vezes tingidas de trompete e saxofone, letras que semeiam dúvidas, que vêm das entranhas. Apanhado na emboscada, transpira por dentro, grita, foge, leva ao coração. 

InstagramFacebookSpotify

Palavras do artista: 

Banda de heavy metal da velha escola da Eslováquia. Nossa música vem direto da garagem com vibrações únicas. 

Spotify

Operando desde 1981, F. Pozzy sempre se considerou um outsider. Fora do mundo da música, ele escreveu mais de 200 músicas nas áreas pop, rock e funky. Neste último álbum não quis nenhuma colaboração, mesmo que no passado tenha tocado com os melhores músicos do Norte de Itália. Cantor e multi-instrumentista, possui uma voz poderosa e eclética. “O importante não é vender discos, mas sim vender emoções”.. Este é o lema da Pozzy Records. “Para levar o pão de cada dia para casa, faço outra coisa”... “Por isso não tive que me vender a ninguém”

InstagramSpotify

Uma mistura musical de Metal Moderno com elementos Post-Hardcore e Pop. Baseado na área de Nashville pelo vocalista Lucas Casavan, o guitarrista JT Hamilton e o baterista Wes Augustine


InstagramFacebookYouTubeSpotify

Paulo Rangel é violonista, compositor e produtor carioca, nascido em 1974. Seu envolvimento com a música começou aos 7 anos nas aulas de piano. Aos 12 começou a tocar violão e aos 13 comprou um violão e formou sua primeira banda autoral. Desde então, com influências do Rock, Hard Rock e Heavy Metal, Paulo Rangel compôs dezenas de músicas, produziu e participou das bandas Contratake, Black Morse, Groove Factory, Titanossauros e Cataklisma. Já se apresentou centenas de vezes em shows no Rio de Janeiro, com essas bandas e em outros projetos…

InstagramFacebookYouTubeSpotify

RAVESLUT Crítica social coberta de riffs de rock e metal, acompanhada de uma dose de punkrock e mudanças mistas de velocidade e ritmo - além de muita energia - esta é a banda de três cabeças Raveslut de Regensburg. As letras são sócio-críticas com um senso de humor agressivo e descrevem suas próprias experiências e opiniões sobre o show e a banda. A banda foi formada por Thomas (compositor, vocalista e baixista) em Regensburg, eles começaram a escrever as primeiras músicas logo depois como ,Circus of Horror“ como uma metáfora para o circo da sociedade, „Cocaine Banana“ a história de um pesado encontrado de cocaína em uma mercearia alemã e a música Raveslut, que serve como auto-retrato e contrapartida controversa, mas humorística, da música eletrônica amplamente difundida. (2015-2017) Eles produziram e gravaram seu primeiro EP em junho de 2015 em um estúdio amigável na cidade de Posen, na Polônia, mas o EP nunca foi lançado devido a problemas de qualidade. No verso do álbum de estreia “erro crítico” está a casa do vizinho que foi ocupada por anarquistas, foi incendiada no momento da gravação por causa da violência dos neonazis após uma partida de futebol. Depois de muitos shows cancelados por parte dos organizadores, a banda fez o primeiro show no dia 17 de dezembro de 2015 no Alten Mälzerei em Regensburg com um setlist de 30 minutos. Muitos outros pequenos shows se seguiram até meados de 2016. 

InstagramFacebookSpotify

The Lion Faced Boy é uma banda e projeto de estúdio baseado em Tampa, FL e New Haven, CT. Formada em 2010, a banda estava em um hiato desde 2015. A partir de 2018, Rob Scanlon e Robert LaRock começaram a trocar e-mails com demos inacabadas. Em 2019, Robert Larock voltou à banda e começou a projetar os próximos lançamentos.

Temos o orgulho de apresentar a vocês, "Inícios". A banda lançará novo material regularmente, mas contamos com vocês para espalhar a notícia ou simplesmente acumular nossa música para vocês mesmos.

InstagramFacebookSpotify

Uma banda não convencional de Rock & b͟l͟u͟e͟s͟ em Paris 

InstagramFacebookYouTubeSpotify

Amalgama é um projeto internacional de metal, nascido da visão criativa de Vlad “Graf” Ivoilov. A formação da banda foi posteriormente fortalecida pela poderosa dupla Timo Sommers e Joey Marin De Boer, ambos ex-membros do Delain, trazendo uma mistura dinâmica de talento e experiência ao projeto. Conhecido por sua fusão convincente de gêneros, Amalgama conquistou um lugar distinto na cena do metal, misturando musicalidade intensa com profundidade temática. Desde a sua criação, Amalgama lançou quatro álbuns de estúdio e vários singles, mostrando sua evolução no som e na narrativa. Sua música transcende as fronteiras do metal tradicional, incorporando elementos de power, sinfônico e metal progressivo para criar uma experiência auditiva única. Os temas líricos da banda muitas vezes mergulham em reinos fantásticos e distópicos, refletindo um profundo fascínio pela música baseada em narrativas. 

InstagramYouTubeSpotify

Na intrincada tapeçaria do metal progressivo, emergiu uma força transcendente, meticulosamente trabalhada ao longo de anos de dedicação inabalável e guiada por um chamado divino. Esta força não é outra senão Exodus Rising, uma banda que tece perfeitamente proezas musicais e narrativa espiritual em uma jornada de tirar o fôlego que vai do Gênesis ao Apocalipse. A gênese de Exodus Rising foi desencadeada por uma inspiração divina que obrigou NY Charlie e seu irmão, KC Bonet, a embarcar em uma odisséia criativa no coração da cidade de Nova York. Ao lado deles estava Chris Zapa, um tecladista virtuoso e compositor sinfônico, formando o trio central que daria vida ao álbum conceitual imaginado. A sua busca pela excelência musical levou-os a um baterista notável, cuja associação com o aclamado artista Prince Royce revelava muito a sua habilidade. Juntos, eles seguiram em frente, criando dez faixas que lançaram as bases para um projeto monumental. 


InstagramFacebookYouTubeSpotify

Sayor, uma dupla de rock inovadora formada em 2021, conta com os talentos de Jamie O'Brien e Lee Reissner. Vindo de Detroit, MI, EUA, e Kalmar, Suécia, a dupla cria colaborativamente seu som único, misturando nu-metal, hard rock, pop rock, rock alternativo e metalcore.

Tanto O'Brien quanto Reissner são multi-instrumentistas habilidosos, trocando de instrumentos a cada música, dando à sua música um dinamismo inesperado. O'Brien, o vocalista principal, e Reissner, o guitarrista principal, co-produzem suas faixas, criando um som autêntico que chamou a atenção dos fãs.

Apesar da distância geográfica, Sayor construiu com sucesso uma discografia diversificada, incluindo seu último álbum lançado em fevereiro de 2023, bem como seu próximo single, Lowest of Lows, que será lançado em 26/01/2024.

O seu compromisso em produzir música genuína é evidente através do seu processo de produção remoto e interno. Ambos os membros possuem estúdios, onde gravam suas partes antes de decidir quem irá mixar e masterizar cada faixa. Isso garante total controle criativo.

As letras de Sayor são profundamente humanas, influenciadas pela batalha de O'Brien contra graves problemas médicos crônicos e sua subsequente erosão nas relações interpessoais. Essas emoções cruas ressoam nos ouvintes, criando uma conexão poderosa com a banda.

Com um som distinto e uma dedicação inabalável ao seu ofício, Sayor é uma força imparável na cena do rock moderno, cativando o público e continuamente ultrapassando os limites da música rock.


InstagramFacebookSpotify

Tormentus é uma banda de Death Metal de Denver, Colorado.

Modern Death/Black/Slam Metal e todos os seus subgêneros influenciam!



InstagramFacebookYouTubeSpotify

A ARKADEN faz o que um amigo certa vez descreveu como “pop com atitude”. Você pode ouvir e sentir essa atitude muito claramente em suas músicas. Uma atitude que muitas vezes falta nas playlists dos serviços de streaming, nos festivais consagrados e no amplo espectro da mídia pública. No seu primeiro sinal de vida, “Keiner will etwas gewusst haben”, Arkaden chama a atenção para a forma irresponsável e ignorante como a nossa sociedade e a nossa política tratam os refugiados. A música também alerta que a história da era nazista não deve se repetir. O single atual “Hunger und Schuld” retrata um mundo em que todas as pessoas são realmente iguais. Um “filme da Disney” em que não é feita distinção entre origem, religião, cor principal ou género. Um mundo pelo qual vale a pena lutar.

InstagramFacebookYouTubeSpotify

The Bolokos é uma banda de Punk Rock formada em 2009 em Goyave, Guadalupe. É composto por Océ Cheapfret (vocal, baixo, bombarda, bandolim), Edy Caramello (vocal, guitarra, gaita, gaita de foles e Mister Fridge (bateria, backing vocals). Pioneiros do punk-rock em Guadalupe, o grupo começou na pequena clubes da ilha com o nome de The Sleepwalkers, mas rapidamente mudou para o nome atual. O grupo é definido por uma fusão entre o punk e a música caribenha e celta. Desde 2013, ele cultiva um estilo particular tanto visual quanto musicalmente. Em dezembro de 2014 , o primeiro single "Love You As Before" foi lançado pelo selo Bokit Production. 

InstagramFacebookYouTubeSpotify

I Ya Toyah não é um ato musical, ela é um movimento.

Em apenas alguns anos, este fenômeno da área de Chicago lançou várias gravações aclamadas pela crítica, organizou a criação de vários videoclipes premiados e fez diversas turnês pelos Estados Unidos.

Quando faladas em voz alta em seu polonês nativo, as palavras “I Ya Toyah” são traduzidas como “Sou só eu”. Estas palavras simples, mas poderosas, atuam como uma declaração de missão inabalável que orienta todos os aspectos da carreira de Ania Tarnowska como musicista, cantora, compositora, produtora, artista de remix e performer.

InstagramYouTubeSpotify

Compositor há 15 anos, Bastien Brouard lançou um projeto solo chamado "Which One" em fevereiro de 2021. Este empreendimento musical envolve a elaboração de composições originais, bem como a entrega de interpretações rock de sucessos contemporâneos. Influenciado por bandas de rock da Costa Oeste como Green Day, Simple Plan e Sum 41, Which One se inspira nessas influências musicais. Bastien, que também atua como professor de educação musical, cuida sozinho da escrita, composição, gravação e produção de sua música. Em janeiro de 2021, ele começou a colaborar com Sylvain Perrin do North Hammer Studio para cuidar dos arranjos de pós-produção. Posteriormente, em junho de 2021, firmou parceria com o Studio FLF, produtora audiovisual, para a criação de seus videoclipes.

InstagramFacebookYouTubeLink

Cycle / End é o novo projeto do guitarrista, baixista, autor, compositor e performer Jérémie Dalpé (BIRD, Ructions, Seems Legit…) Ele é acompanhado neste projeto pela cantora e artista Rébecca Bucci. Vindo de Terrebonne, Quebec, este projeto traz influências de todo o espectro da música alternativa…

InstagramYouTubeSpotify

Disaster é um desastre ruinoso de um ou mais eventos que trazem danos irrecuperáveis ou recuperáveis apenas no longo prazo; ou a síntese do mundo moderno. Não consigo imaginar um momento melhor do que este para produzir um álbum de Disaster. Mana at the Power: primeiro álbum do Disaster incorpora todos os problemas, os cheiros, desejos e encontra tudo que existe neste mundo sombrio.